quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Contra olho-gordo, inveja e afins



Amuletos, mantras e proteções


Carrego minhas defesas
em densas esferas de energia.
Alhos, carrancas e pimenta
fazem peso pra essa poesia.

Contra todo mal olhado:
de sal grosso um punhado.

De Miró, uso o mantra:
“Vá pro fundo do mar,”
e esqueça minhas plantas.

Protegido por elementais,
nada penetra em meus canais.

(David Henrique)

Um comentário:

  1. Apesar de ter fechado o Sábados, te linquei por lá. Abraço.

    ResponderExcluir